Carta para Aurora – 2 Meses

23/01/2017

Eu achei que seu primeiro mês era uma sensação de estar saindo de uma tsunami. Mal sabia que vinha outra em seguida.
Você agora parece entender que tem um mundo do lado de fora, e quer interagir com ele. Ás vezes solta um sorriso, mas sinto que na maior parte do tempo isso te angustia. E eu estou aqui, tentando amparar suas angustias, frustrações, cansaço, mas sem saber se estou fazendo certo.
Quantas dúvidas, filha. Quantos comentários que machucam. Pessoas que parecem me olhar e me questionar a todo momento se eu realmente sei ser boa mãe. E aí eu acabo me questionando se sou boa mãe, outros dias me questiono se sou mãe mesmo. Você me olha, mas ainda não me reconhece como seu porto-seguro, e aí eu acho que é porque eu não estou fazendo alguma coisa certo.
Me disseram que é normal, que você está se entendendo com o mundo, com você, comigo, e que meu papel é só estar aqui. Mas te ver chorar corta a alma. Eu só queria ser realmente aquele lugar de segurança e aconchego que disseram que eu seria.
Sinto que estamos caminhando em uma neblina e não consigo ver se está realmente melhorando. A amamentação tem mais dias bons que ruins, mas ainda tem momentos que quero desistir. Não tenho mais medo de você estar com fome porque está tudo certo com seu peso. Fisicamente você aparenta estar bem.
Mas e por dentro? Por que tanto choro sem motivo? Ou tem motivo e eu que não consigo ver?
Parece que você me pede algo e eu não sei o que é.
Mais uma vez sinto que preciso te pedir desculpas.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s