Carta para Aurora – 1 Mês

23/12/2016

Você, enfim, chegou. Seu parto foi uma tsunami que passou por mim e esse mês eu me senti assim: sabe quando você toma um caldo de uma onda sem esperar? Quando você volta para a superfície e tem aquele sentimento de medo-alívio-desespero-tranquilidade-euforia-falta-de-ar?
É tudo tão esquisito, filha. Porque eu não sei mais quem eu sou. Não sei também quem você é. E você também tentando se descobrir, me descobrir e descobrir o mundo.
Admito que foi frustrante. Me falaram que você teria necessidade de estar perto de mim, que eu seria seu conforto e acalento. Mas eu te peguei no colo tantas vezes e não consegui te entender ou te confortar. Você me olha como se eu fosse uma estranha. O que é engraçado porque estávamos juntas há 10 meses, mas você só conhecia o meu avesso.
Falando em avesso, tá tudo de pernas pro ar. A casa, a vida, o sono, eu. Não me reconheço mais. Eu sou uma estranha para mim mesma.
Esse primeiro mês doeu, filha. Doeu o corpo voltando do parto, doeu a alma ao te ver chorar e não saber o que fazer, doeu o seio avermelhado, doeu o medo de não estar te nutrindo, doeu a consciência nas noites em que passei você para o seu pai ou sua avó porque eu não sabia mais o que fazer.
Queria ter tido mais paciência, mais segurança, mais calma. Seu pai e sua avó ajudam muito, mas a presença deles meio que impede que fiquemos só nós duas. Acho que deveriamos ter chorado juntas para, assim, nos reconciliarmos.
Eu termino esse mês sentindo que faltou pedir desculpas, filha. Por não saber o que estou fazendo, por talvez não estar tentando tanto quanto eu deveria.

Anúncios

Um comentário sobre “Carta para Aurora – 1 Mês

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s