39 semanas

39 semanas.
Bateu um desespero (e quando não bate?), por um momento achei que você nunca mais iria querer sair de mim.
Na minha cabeça iríamos até as 37 semanas, 38 no máximo. No final do oitavo mês tudo estava tão intenso e dolorido, de repente calmaria. Nada acontece. Não sai tampão, não vem contração, nada, você se mexe confortável aqui dentro, parece que está bem.
Eu sou apressada, dinâmica, ansiosa. E você de novo vem me mostrar que a gestação não se dá no calendário. O que querem dizer 39 semanas para você? Absolutamente nada. O tempo cronometrado não faz parte do útero.
Em um momento de lucidez eu percebo o privilégio que é ter você aqui dentro. Confortável, feliz, nutrida, protegida. Sentir você mexendo, sentir seus solucinhos que eu tanto gosto.
E poder garantir um parto no seu tempo e do seu jeito. Sua saúde está ótima, a minha também. Então vamos ficar aqui unidas e esperar juntinhas. Quantas mulheres não queriam poder chegar nas 39, 40 ou 42 semanas? Quantos bebês não foram tirados antes da hora?
Me sinto privilegiada por poder garantir isso a você. Vem no seu tempo, filha. Você já entende muito mais disso do que eu.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s